Tv Re’Torcida – Setenta e duas horas com o Galo

Foram setenta e duas horas indo de um lado para o outro em Belo Horizonte e Sete Lagoas. Tudo para não perder um segundo sequer da festa da Massa no aniversário de 104 anos do Atlético.

Desde a estrada para a Arena do Jacaré, o encontro na madrugada e na manhã de domingo, a homenagem na Assembleia Legislativa, tudo registrado para o Atleticano. Frio, chuva, sol, nada impediu os apaixonados de festejarem o aniversário do Clube Atlético Mineiro.

Infelizmente tivemos problemas técnicos e mesmo passando a terça-feira editando, foram surgindo cada vez mais erros nos programas de edição que usamos, nos formatos dos vídeos e no próprio computador. Como problema nenhum é páreo para nós, atleticanos, fizemos o possível para enviar o Tv Re’Torcida sem abertura, créditos, entre outras falhas que não foram possível corrigir.

Peço desculpas, mas não poderíamos deixar de publicar essas belas imagens que a torcida proporcionou. Assista e deixe seu comentário!

Créditos:

Produção: Fael Lima e Lucas Cardoso

Imagens: Rafael Bruno, Fael Lima, Lucas Cardoso, José Alexandre

Edição: Lucas Cardoso

Trilha:

Mc Teco – Ela ou o Galo

Hino do Atlético (saxofone e guitarra)

Beth Carvalho – Vou Festejar

Tianastácia – Galo na cabeça

Fael Lima

ABRAÇO NAÇÃO!

Twitter | Facebook | Orkut

Youtube 1 | Youtube 2 |Youtube 3

Cam1sa D3las – Jéssica Mayrink

 Cam1sa D3las no Orkut

Cam1sa D3las no Facebook

Facebook da Jéssica

Envie sua foto para faellima18@yahoo.com.br

fuscão preto 198x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrinkduvido que esse short consiga sair 198x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

Nome, idade e, se tiver, o apelido.
Jéssica Mayrink Fonseca – 19 anos – Jeh

Está casada, divorciada ou disposta a achar um atleticano aqui no Cam1sa Do2e?
Jéssica: Por enquanto, estou solteira.

Comemora Nação!

bacana o topper ali né 300x198 Cam1sa D3las   Jéssica MayrinkAtleticana prefere namorar atleticano ou acaba se arriscando do outro lado da lagoa, onde não gostam muito da fruta?
Jéssica: Olha acabei arriscando duas vezes e fui pro outro lado da lagoa, mas não deu certo não. Acho que o melhor é namorar atleticano mesmo, que possa ir aos jogos comigo, assistir os clássicos sem ter discussões e me apoiar.

E jogador? Você namoraria algum do atual time?
Jéssica: Do elenco atual não namoraria nenhum jogador.

Como surgiu essa paixão pelo Galo?
Jéssica: Tenho uma família louca pelo Galo! Meu pai, meus tios, todos acompanham o Atlético e fizeram surgir em mim essa paixão. Desde pequena gosto muito de futebol, e aprendi a ver e ouvir os jogos, acompanhar, sofrer, gritar e torcer muito pelo Galo.

Gostaria de participar de concursos, como eleições de musas, para representar o Atlético?
Jéssica: Gostaria sim. Sonho um dia poder representar o Atlético e a minha paixão pelo clube.

Como tem sido esse período de jogos fora de Bh, para você?
Jéssica: Sempre que possível vou aos jogos, mas sendo fora de Bh dificulta um pouco. Com a volta do Independência estarei mais presente.

arreda aí que me cabe 300x198 Cam1sa D3las   Jéssica MayrinkComo você avalia os produtos que o Atlético oferece às atleticanas?
Jéssica: Eu adoro os produtos. Sempre que posso, eu compro, tenho camisas, almofada, canecas …

Quem tem te passado mais confiança nesse time do Atlético?
Jéssica: O grande destaque do Galo pra mim no momento é o Neto Berola. Está tendo um bom desempenho em campo, conseguindo ajudar o Galo. E seria ótimo se ele conseguisse entrar como titular.

Deixe um recado pra Massa
Jéssica: Galo nos gritos, nas palmas, no sofrimento, na euforia, na ansiedade. Galo SEMPRE ! E como é dito na música: “Atlético, gostamos muito de você … Alegria de viver, quando te vemos vencer …”

Fael Lima

ABRAÇO NAÇÃO!

Twitter | Facebook | Orkut

Youtube 1 | Youtube 2 |Youtube 3

imitando o pão de açúcar 300x198 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

e tem gente que reclama do material da topper olha que materialzão 300x198 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

alguém amassou essa gola aí hein 135x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrinkme dá uma muda dessa plantinha aí 212x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

agora a gola tá certinha 120x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrinkmenina dos 3 r 225x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

estrela conseguiu tocar com as duas pontas 162x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrinkque duna 200x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

três da madrugada e estou com preguiça de fazer legenda 173x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrinkessa pode torcer até pro nova serrana que eu caso 225x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

essas que deixam uma pulga atrás da orelha pela idade 205x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrinkcabe eu debaixo dessa franjinha 205x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

óculos do harry potter 224x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrinkcara de quem viu o richarlyson escalado na esquerda 222x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

tá meio inclinado 218x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrinkzoio de jabuticaba 225x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

deixa que eu faço a função dessa mão 225x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrinkeu percebo até as sombras que o flash faz 238x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

tem camisa e perna à vontde 225x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrinksou magrelo então topo ser confundido com barbante também 241x300 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

ao galo negão 300x259 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

a visão daqui é ótima 300x226 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

a planta zuando falando que tem galho na cabeça 300x240 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

próxima ela vai tirar com a camisa do blog 300x233 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

isso não é marquinha é trilha de indicação 300x206 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

tomara que você não seja enrolada como seus cabelos 300x195 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

aqueles dias que bate uma vontade ser uma garrafinha 300x225 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

que vontade pegar nesses pompons 300x226 Cam1sa D3las   Jéssica Mayrink

Sobre Mantos e Batalhas

De quantas alegrias se veste uma camisa,

de quantas armas se traveste uma dor?

388420 326530020691746 100000042517420 1462100 1016414018 n 300x225 Sobre Mantos e BatalhasFaçamo-nos atletas sem chutar pra longe a razão e sem entrar de sola contra a arte e a paixão.

Uma escolha não pode escalar a crueldade nem a covardia pode desfilar sua cor. As cores de um manto não podem manchar o escudo da esportividade porque o infortúnio não escolhe camisa.

Em campo deve-se driblar a tristeza, tabelar com o respeito e vencer pela boa vontade aqueles que jogam pra escanteio o bom-senso, a dignidade e o caráter.

Não respeitar diferenças é torcer pra insanidade e fuzilar as próprias redes com a marca da ignorância.

Faz gol-contra quem vai ao ataque sem entender as regras e não reconhece os limites do jogo. Digno de cartão vermelho que não por acaso tem cor de sangue. Sangue que é sinônimo de vida, mas que se derramado denota a selvagem fraqueza humana e merece penalidade máxima.

A vitória não merece a mácula da intolerância e muito menos a derrota merece a irascível justificativa da violência.

No campeonato da existência vencem mais aqueles que são comandados pela sabedoria e com técnica realizam suas jogadas, sempre pensando em equipe. Somos um só time na esfera do mundo, aos olhos do Criador.

Não se faz vencedores com armas e camisas; nascem perdedores com mediocridade e túmulos.

Torcer, vibrar, soltar o grito da garganta é pra extravasar a emoção do gol e corroborar o orgulho de ser campeão, nunca para desclassificar a paz coletiva.

A paz merece prorrogação. Benditos aqueles que torcem pela vida.

Por Wanderley Mendes da Fonseca

Imagem: Internet