Números e curiosidades sobre os 301 jogos de Victor

Por:
11/08/2017 - 16:00

Fael Lima

FOTOS: BRUNO CANTINI/ATLÉTICO

O Galo é o 4º clube na carreira (profissional) de Victor. Além de Paulista, Grêmio e Galo foi emprestado ao Ituano em 2002.

Victor foi anunciado pelo Presidente Alexandre Kalil no dia 29 de junho de 2012.

O primeiro contrato assinado foi de cinco anos.

Na apresentação, Victor citou que já estaria feliz se conseguisse fazer história no clube como Velloso e Taffarel.

A estreia aconteceu poucos dias depois, na vitória por 2 a 0 sobre a Portuguesa.

A primeira derrota aconteceu dois meses após a estreia.

Desde Velloso, um goleiro não ultrapassava a marca de 100 jogos com o Manto Alvinegro.

A centésima partida aconteceu contra o América, no Horto, pela semifinal do Mineiro 2014.

No jogo de número 200, o Galo enfrentou o Santos na Vila Belmiro pelo Brasileiro de 2015.

Quis o destino que a partida de número 300 fosse contra o Grêmio.

No Galo, Victor é o atleta com mais participações em jogos da Libertadores. Contra o Jorge Wilstermann, no Mineirão, bateu a marca de 41 confrontos. (veja o ranking completo)

É formado na Escola Superior de Educação Física de Jundiaí, no interior de São Paulo.

Em maio de 2014, foi convocado por Felipão para a Copa do Mundo.

Em outubro de 2014, recebeu a Medalha da Inconfidência do governo de Minas Gerais.

Em julho de 2015, Victor usou o número 2019 na camisa em referência ao ano em que termina o contrato do goleiro.

Em novembro de 2015, recebeu o título de cidadão honorário de BH.

"Quando se sonha tão grande, a realidade aprende" - O curta-metragem sobre a partida contra o Tijuana venceu o CINEfoot, festival que recebe curtas e longas-metragens sobre futebol, nas edições do Rio de Janeiro e BH. O cineasta Lobo Mauro ainda faturou o Guirlande d'Honneur na categoria Movies $ TV Football, considerado o óscar do audiovisual esportivo.

O livro "O milagre do Horto" reúnes relatos de Atleticanos sobre a noite de 30 de maio de 2013, no empate contra o Tijuana.

Victor é referência quando o assunto é defender pênaltis.

Veja a lista completa de pênaltis defendidos nos 300 jogos:

DATA - BATEDOR - PARTIDA (COMPETIÇÃO)

15/09/2012 Araújo - Náutico-PE 1x0 Atlético (Brasileiro 2012)

30/05/2013 Riascos - Atlético 1x1 Tijuana-MEX (Libertadores 2013)

10/07/2013 Maxi Rodríguez - Atlético 2x0 Newell's Old Boys-ARG (Libertadores 2013)

24/07/2013 Miranda - Atlético 2x0 Olimpia-PAR (Libertadores 2013)

07/02/2015 Diego Sales - Mamoré-MG 0x2 Atlético (Mineiro 2015)

13/09/2015 Willian - Cruzeiro-MG 1x1 Atlético (Brasileiro 2015)

20/09/2015 Alan Patrick - Atlético 4x1 Flamengo-RJ (Brasileiro 2015)

13/01/2016 Johaness Geis - Atlético 1x0 Schalke 04-ALE (Florida Cup 2016)

19/10/2016 Wallacer - Juventude-RS 1x0 Atlético (Copa do Brasil 2016)

19/10/2016 Roberson - Juventude-RS 1x0 Atlético (Copa do Brasil 2016)

04/06/2017 Willian - Palmeiras-SP 0x0 Atlético (Brasileiro 2017)

09/07/2017 Roger - Botafogo-RJ 1x1 Atlético (Brasileiro 2017)

12/07/2017 Kayke - Atlético 0x1 Santos-SP (Brasileiro 2017)

Outros pênaltis que não entraram:

10/07/2013 - Casco (trave) - Atlético 2x0 Newell's Old Boys-ARG (Libertadores 2013)

10/07/2013 - Cruzado (fora) - Atlético 2x0 Newell's Old Boys-ARG (Libertadores 2013)

24/07/2013 Giménez (trave) - Atlético 2x0 Olimpia-PAR (Libertadores 2013)

Victor atuou em...

29 jogos em 2012;

60 em 2013;

59 em 2014;

64 em 2015;

61 em 2016;

e, até o momento, 28 em 2017.

Dos 301 jogos...

177 foram  pelo Brasileiro;

51 pelo Mineiro;

41 pela Libertadores;

23 pela Copa do Brasil;

2 pela Florida Cup;

2 pela Primeira Liga;

2 pela Copa do Mundo de Clubes;

2 pela Recopa;

1 por amistoso.

Desde que chegou...

Em 2012 foram  jogos pelo 29 jogos pelo Brasileiro.

Em 2013 foram 29 jogos pelo Brasileiro, 13 jogos pelo Mineiro, 14 pela Libertadores, 2 pela Copa do Brasil e 2 pela Copa do Mundo de Clubes.

Em 2014 foram 32 jogos pelo Brasileiro, 10 jogos pelo Mineiro, 7 pela Libertadores, 8 pela Copa do Brasil e 2 pela Recopa.

Em 2015 foram 38 jogos pelo Brasileiro, 15 jogos pelo Mineiro, 8 pela Libertadores, 2 pela Copa do Brasil e 1 amistoso.

Em 2016 foram 32 jogos pelo Brasileiro, 10 jogos pelo Mineiro, 8 pela Libertadores, 7 pela Copa do Brasil, 2 pela Florida Cup e 2 pela Primeira Liga.

Em 2017 foram 17 jogos pelo Brasileiro, 3 jogos pelo Mineiro, 4 pela Libertadores e 4 pela Copa do Brasil.

Victor foi escalado...

104 por Levir Culpi;

89 vezes por Cuca;

38 por Marcelo Oliveira;

23 por Roger Machado;

22 por Diego Aguirre;

17 por Paulo Autuori;

5 por Rogério Micale;

3 por Diogo Giacomini.

Aproveitamento

O aproveitamento com a camisa do Galo é de 58,03%.

Em 2012 foi de 60,92%;

Em 2013 foi de 61,11%;

Em 2014 foi de 59,32%;

Em 2015 foi de 58,85%;

Em 2016 foi de 56,28%;

Em 2017 é de 47,62%.

Prêmios individuais desde que chegou no Atlético

2013 – Melhor goleiro da Copa Libertadores da América

2013 – Melhor goleiro do Troféu Guará

2014 – Melhor goleiro da Copa do Brasil 2014

2014 – Melhor goleiro do Troféu Guará

2015 – Melhor goleiro do Troféu Telê Santana

2016 – Melhor goleiro da Copa do Brasil 2016