O TAMANHO DA 10

BtqgxhoIAAEu9UW O TAMANHO DA 10

Foto: Lucas Ottoni

*Texto de Marcelo Alvarenga

Estou chegando agora de Brasília e recebi a notícia, já aguardada, de que Ronaldinho Gaúcho não joga mais pelo Galo. Por pior que seja acreditar, o fato é que o ciclo se fechou. Ronaldinho foi, e provavelmente será para sempre, o maior jogador que o Clube Atlético Mineiro já teve.

Muito dirão que foi Reinaldo, Dadá, Luizinho, etc. Ok. Todos esses anteriores podem ter feito mais em campo pelo Galo do que o Ronaldinho ao longo dos 25 meses que aqui esteve. Mas nenhum deles chegou sequer perto do destaque internacional que o dentuço conquistou.

Ronaldinho Gaúcho, por tudo o que fez antes de chegar a Cidade do Galo, juntamente com o que mostrou dentro de campo a nosso favor, conseguiu tornar um sonho de milhões em realidade.

Se um cara vira pra você hoje e diz “o time do Galo está horrível, temos que dar um jeito nele…”, imagina o quão absurdo seria responder “ah, é só trazer o Messi!” – Tá sacando o que eu quero dizer? “Ah, é só trazer o Cristiano Ronaldo, o Messi, o Ibrahimovic…”.

Fechado. Foi isso que fizemos no dia 04 de junho de 2012. Nós buscamos o Messi da década passada e colocamos para jogar no nosso time. Convocamos o cara que mudou a história do Barcelona pra mudar a nossa também. E ele foi lá e mudou. Simples.

Nos colocavam como candidatos a cair em 2012 e tiveram que resolver no apito o que ninguém deu conta em campo. Em 2013 riram do planejamento de fazer do Galo o maior da América e simplesmente conquistamos a América da forma mais bonita e emocionante já vista em trocentos anos de Libertadores.

Eu não acho que o Ronaldinho jogou aqui o que jogou no Barcelona. Não sou louco. Mas tenho certeza que representou pra nós dentro e fora de campo o que representou pros catalães. Para eles, o gênio deu adeus em 2010. De lá pra cá, ainda batem palmas pra tudo que os faça lembrar daqueles tempos.

Para nós, o adeus veio agora. E não vai ser diferente. Volte sempre que quiser ser ovacionado, R10. Aqui você correspondeu e respondeu a todos. Nos levou aonde só sonhávamos chegar. E agora, como você mesmo pediu, vamos juntos até o final.

Vi muitos craques e alguns gênios no futebol. Mágico, só você.

Grande abraço!