Base: detalhes da campanha atleticana no título estadual Sub-17

Por:
22/09/2016 - 01:58

No último sábado (17), o time juvenil do Atlético conquistou o Campeonato Mineiro Sub-17 com duas rodadas de antecedência. O Cam1sa Do2e traz uma análise com os destaques da campanha e considerações importantes sobre a conquista.

Título após eliminações no Future Champions, Copa do Brasil e Taça BH

Foto: Fael Lima / Cam1sa Do2e

Foto: Fael Lima / Cam1sa Do2e

Até a conquista do estadual, os resultados da categoria juvenil do Galo não foram nada bons. O ano começou com uma 6ª colocação no Future Champions, disputado na África do Sul. Foi a pior campanha do Atlético na história do torneio.

De volta ao Brasil, o time atleticano caiu logo na primeira eliminatória da Copa do Brasil Sub-17, com uma derrota e um empate diante da Chapecoense-SC. Na Taça BH, o Galinho caiu nas quartas de final, sofrendo uma goleada por 5 a 1 para o Flamengo.

A equipe atleticana não conseguiu alcançar resultados positivos e ainda encontrou dificuldades para praticar um bom futebol. Mas a disputa do Campeonato Mineiro surgiu como uma oportunidade para recuperação e o título foi conquistado com o respaldo de uma excelente campanha.

Campeão com duas rodadas de antecedência e campanha perfeita no Hexagonal Final

Arte: Felipe Silva

Arte: Felipe Silva

Na primeira fase do torneio estadual, que foi disputada em grupos, o Atlético encarou Social de São João del Rei, Usipa, Colo-Colo e C.F Atletas. A campanha foi muito boa, com sete vitórias e apenas uma derrota em oito jogos. O alvinegro marcou 42 gols e sofreu três.

No Hexagonal Final, o Atlético chegou ao título com 100% de aproveitamento. A equipe alvinegra alcançou a primeira colocação com oito vitórias em oito jogos, marcando 19 gols e sofrendo três.

Arte: Felipe Silva

Arte: Felipe Silva

A equipe atleticana cumpriu com o esperado e bateu sem sofrimento os adversários mais frágeis do Campeonato Mineiro. Mas na fase final, o bom desempenho em confrontos contra o Cruzeiro foi decisivo. O Galinho venceu os clássicos disputado no turno e no returno, batendo o rival por 2 a 1 na Toca da Raposa I e goleando por 3 a 0 na Arena do Jacaré.

 Dupla ofensiva se destaca na campanha do título

Os meia-atacantes Marquinhos e Igor e o centro-avante Lucas Índio foram os grandes destaques individuais da campanha atleticana no título estadual. Juntos, eles marcaram 26 gols, o que corresponde praticamente a metade dos gols marcados pelo Galinho na competição (foram 61 gols, ao todo).

Arte: Felipe Silva

Arte: Felipe Silva

Marquinhos e Lucas Índio, com 13 gols, dividem a artilharia geral do campeonato e foram decisivos principalmente nos clássicos contra o Cruzeiro. No triunfo atleticano por 2 a 1, na Toca da Raposa, Lucas Índio marcou o gol da vitória aos 40 minutos do segundo tempo. No 3 a 0 da Arena do Jacaré, Marquinhos e Lucas Índio marcaram e abriram o caminho para a vitória.

Também no setor ofensivo, o Atlético teve como destaque os atacantes Alerrandro, Igor Reis, Paulo Bessa e Welinton, todos com quatro gols somados ao longo da competição.