De olho no adversário: Libertad

Por:
19/04/2017 - 00:55

O Libertad é considerado por muitos a terceira força do futebol paraguaio, atrás apenas de Olímpia e Cerro Porteño. São 19 títulos nacionais da primeira divisão e 16 participações na Libertadores, sendo que 11 delas foram consecutivas (de 2003 até 2015), além de duas semifinais, disputadas em 1977 e 2006.

Nesta matéria, o Camisa Doze traz as principais informações sobre o momento atual do Guaramelo, como é apelidada a equipe paraguaia. Os resultados no campeonato nacional, início na Libertadores e um pouco sobre o treinador e o principal destaque da equipe.

Campanha quase invicta no Apertura

O Libertad está liderando o Apertura, competição que decide o título do primeiro semestre no futebol paraguaio. A campanha do Guamarelo é excelente. Nos 12 jogos disputados até o momento, foram oito vitórias, três empates e apenas uma derrota. O time alvinegro marcou 23 gols e sofreu 11.

O Libertad lidera o Apertura do Paraguai / Foto: Site Oficial do Libertad

A equipe comandada por Fernando Jubero começou o campeonato com três vitórias de respeito, batendo Guarani, que também está na Libertadores, além de Deportivo Capiatá, que participou das fases eliminatórias da competição, e do Cerro Porteño.

Depois de um início empolgante, o Libertad teve uma sequência de três empates, diante de Rubio Ñu (0 x 0), Nacional (1 x 1) e Sportivo Trinidense (2 x 2).

Mas em seguida, o Guaramelo se recuperou bem e embalou uma ótima sequência de vitórias que consolidou o time do bairro de Las Mercedes na liderança do Apertura. Foram cinco vitórias seguidas, contra Sol de América (1 x 0), General Diaz (3 x 0), Sportivo Luqueño (3 x 2), Independiente (2 x 0) e o triunfo de maior destaque, um 3 a 0 com propriedade para cima do Olímpia.

No último fim de semana, poupando titulares, o Libertad teve sua primeira derrota no torneio, logo na primeira partida do returno do Apertura. O time alvinegro perdeu por 2 a 1 para o Guaraní.

Fragilidade defensiva no início da Libertadores

Ótima campanha na Libertadores, histórico de presença frequente na competição... Era de se esperar um início bem melhor para o Libertad. Mas a equipe de Fernando Jubero teve resultados ruins nas duas primeiras partidas da fase de grupos, justamente contra os dois "azarões" da chave.

Na estreia contra o Sport Boys, o Libertad esteve em vantagem no placar em três oportunidades, mas cedeu o empate nas três vezes. A equipe mostrou fragilidade defensiva ao não conseguir segurar o resultado na Bolívia.

Jogando em casa pela segunda rodada, diante do Godoy Cruz, o time paraguaio abriu o placar no primeiro tempo, mas novamente errou na defesa e não segurou o resultado. O goleiro Rodrigo Muñoz falhou e permitiu o empate do Godoy ainda na primeira etapa. E sofreu a virada no segundo tempo, levando gol nos últimos minutos do jogo, a exemplo do que aconteceu na partida contra o Sport Boys.

No comando técnico: Fernando Jubero

Ao final de 2016, Eduardo Villalba deixou o comando do Libertad. Para o seu lugar, foi contratado o espanhol Fernando Jubero, que em 2016 dirigiu o Olímpia, sendo vice-campeão do Apertura de 2016, perdido justamente para o Guaramelo.

Juberto tem passagem de destaque pelo Guarani e busca repetir sucesso no Libertad / Foto: Última Hora

Jubero é espanhol e trabalhou nas categorias de base no Barcelona, mas foi no futebol paraguaio onde começou a ter destaque. Trabalhou como diretor de futebol no Guaraní e depois assumiu o comando técnico da equipe.

Em 2015, o Guaraní de Jubero chegou à semifinal da Libertadores, tendo eliminado antes o Racing e o Corinthians, parando apenas no River Plate, que seria o campeão. A equipe se destacava pelo estilo ofensivo, de muitos gols marcados não só na Libertadores, mas também nos torneios nacionais. Era também um time organizado, que fazia jogos seguros mesmo atuando fora de casa.

No comando do Libertad, Jubero vem sendo fiel aos seus princípios. O estilo ofensivo é mantido, a equipe costuma atuar de forma corajosa, buscando propor o jogo. Atuando habitualmente em um 4-4-2 clássico, costuma explorar bastante as jogadas pelos lados, utilizando os extremos e alçando bolas na área para o artilheiro Salcedo. Mas antes de definir as jogadas, a equipe tem por filosofia trabalhar bem a bola pelo chão, inclusive saindo jogando com passes curtos desde a defesa.

O destaque: Salcedo, artilheiro veterano

Santiago Salcedo, de 35 anos, é um dos atacantes mais respeitados nos últimos anos do futebol paraguaio. Em 2016, foi artilheiro na conquista do Apertura pelo Libertad, marcando 13 gols na competição. No Clausura daquele ano, manteve o rendimento, marcando novamente 13 vezes. O desempenho fez com que Salcedo ultrapassasse a marca de 100 gols na carreira, se juntando a Oscar Cardozo e Roque Santa Cruz na lista de principais goleadores paraguaios em atividade.

Salcedo é o principal jogador do Libertad / Foto: Última Hora

Além do vasto histórico no futebol sul-americano, o "Sasá", como é conhecido, vive um bom momento. Após o ótimo 2016, o camisa 7, que tem desempenho de camisa 9, já marcou 9 gols em 12 jogos, e é o artilheiro isolado do Apertura 2017.

Salcedo é o autêntico centro-avante. Utiliza seus 1.83 cm para ser uma ameaça aérea aos adversários, mas também possui qualidade no jogo com a bola nos pés, se aproveitando da alta experiência para se posicionar e aproveitar os espaços nas defesas.

Outros destaques do Libertad são jogadores que estão no clube há bastante tempo. O volante Sergio Aquino, que está no clube desde 2006, é capitão da equipe e dá segurança ao meio de campo. O meia Antonio Bareiro está no Libertad desde 2014 e é a reserva de talento da equipe.

Ex-Olímpia, Candia é titular na zaga do Libertad / Foto: Última Hora

O Libertad ainda tem em seu elenco um jogador que traz boas recordações à Massa. O zagueiro Candia, que estava no time do Olímpia em 2013, foi contratado no início de 2017 pelo Libertad e vem sendo titular da equipe.