Passeio em Porto Alegre

Por:
06/07/2015 - 00:50

20150705202929501743u

Foto: SuperEsportes / Arte: Pedro Souza

OBJETIVIDADE! Talvez só essa palavra resumisse pra vocês o que foi a partida contra o Internacional neste domingo. O Galo jogou da mesma forma que havia jogado naquela decisão de vaga da libertadores, porém, dessa vez conseguiu ser o que não foi naquele episódio; OBJETIVO!

Um jogo que entraria na simulação de tabela pra qualquer Atleticano como derrota ou empate suado, foi mais uma demonstração da força do que temos ainda pra mostrar nesse campeonato. O Time foi meio apático no primeiro tempo, teve lampejos e ficou apenas em um lance perdido por Lucas Pratto. Já os gaúchos chegavam fácil pelo lado esquerdo do Galo, e  por lá duas vezes obrigou o Santo a trabalhar.

O time voltou mais determinado do vestiário, parece que Levir deu uma sacudida na galera. Na primeira tentativa, Pratto quase colocou pra dentro. Faltou força na cabeçada do argentino. Quando o relógio da partida colou nos 13 minutos (tinha que ser), Carlos César começou uma jogada no meio campo que terminou na linda tabela entre Giovanni Augusto e Maicosuel, o Mago não vacilou e balançou a rede colorada, Galo 1 a 0.

Com o placar mais calmo, o time colocou a bola no chão, começou a trocar passes e mexeu com os nervos dos gaúchos. Anderson do Inter falou “elogios” demais pro bandeirinha e foi cedo para o chuveiro. Com um a mais no placar e no número de jogadores, o Galo começou o passeio e colocou os colorados na roda. Levir, que merece uma ressalva hoje, foi inteligente e sacou de uma vez só Donizete e Carlos César pra entrada de Danilo Pires e Josué. Com o time mais consistente atrás, Maicosuel apareceu mais  vezes à frente, dessa vez tabelando com  Douglas Santos. Cabeça erguida. Cara a cara com o goleiro Muriel. Consciência na batida. CAIXA! Galo 2 a 0.

Três minutos depois, Rafael Carioca na classe e consciência de sempre, no melhor estilo Rafael Carioca, deu um presente pra Thiago Ribeiro que bateu de primeira. PASSEIO! Galo 3 a 0.

O Internacional só diminuiu com Lisandro López por que Jemerson, até então fazendo uma partidaça, deu um presente em uma bola mal recuada. Gol que não apagou a apresentação de GALO em Porto Alegre.

Vitória pra assumir a ponta. Liderança pra ser consolidada na quarta, quando voltamos a campo contra o Sport adversário direto na luta da ponta da tabela.

ESTAMOS NA BRIGA.

PEDRO SOUZA

Facebook | Twitter