Reservas em Chapecó e urgência por novos zagueiros

Por:
23/06/2017 - 17:55

Depois do frustrante 2-2 com o Sport, em pleno Independência, o Atlético vai até Santa Catarina enfrentar a Chapecoense. A cabeça do Galo, porém, parece estar voltada à complicada sequência que se inicia na próxima quinta, visto que Roger não relacionou a esmagadora maioria de seus titulares para o confronto de domingo. Dos principais atletas, apenas o nome de Rafael Carioca consta na lista de relacionados.

Após a partida em Chapecó, o Galo entra em uma dura maratona de jogos: em seis dias, o alvinegro terá o Botafogo, pela Copa do Brasil, o Cruzeiro, pelo Brasileirão e o Jorge Wilstermann (BOL), na altitude de Cochabamba, pela Libertadores. Mesmo que o objetivo de Roger seja preservar seus maiores trunfos para a complicada semana, é muito arriscado abrir mão de uma rodada da Liga. A difícil missão do Atlético em solo catarinense ganha contornos ainda mais complicados com a opção por um time alternativo.

A apenas um ponto do primeiro integrante da zona de rebaixamento, o Atlético vive um complicado momento no Campeonato Nacional. Após bobear em várias partidas, sobretudo em casa, o time precisa somar o maior número de pontos possíveis até o final do primeiro turno.

Há, entretanto, a outra face da moeda: neste momento, as maiores chances de sucesso estão nas competições eliminatórias. Apesar dos riscos existentes, os triunfos em confrontos mata-mata e no clássico podem devolver a confiança ao elenco atleticano.

Em que pese a decisão de Roger ser compreensível, buscar vitórias no Campeonato Brasileiro é fundamental para os rumos do Atlético. Se o time tivesse vencido Atlético/PR e Sport, o clima de tranquilidade certamente diminuiria consideravelmente o impacto da escolha por um time reserva no próximo domingo.

Só Léo Silva salva

Sem Felipe Santana e Gabriel, machucados, Leonardo Silva, poupado, além de Erazo, que parece estar fora dos planos, o Atlético terá dificuldades para escalar uma zaga confiável na próxima fase da Libertadores. Vale ressaltar que mesmo quando estão à disposição, Erazo e Santana não passam muita confiança ao torcedor. Nesta quinta, a Conmebol anunciou uma mudança nas regras da competição continental: agora, cada clube poderá fazer seis alterações na lista de inscritos, e não três, como era até o ano passado.

Dessa forma, a busca do Atlético por um ou dois beques vira questão de honra. No entanto, ao contrário das últimas aquisições para a posição, é preciso buscar jogadores indiscutíveis, que cheguem para mudar o status da defesa alvinegra. Para o jogo contra a Chapecoense, Roger convocou três zagueiros: Matheus Mancini, Rodrigão e Brenner, que fez parte do grupo campeão da Copa do Brasil Sub-20.

Por: @ghpeixto