TORCIDAS SE UNEM E DÃO SHOW NO HORTO

A união das torcidas Camisa 13, Fúria Alvinegra e Movimento 105 Minutos resultou em uma bonita festa no portão 3, no clássico deste domingo. Quando os jogadores do Atlético entraram em campo, um camisão e dois bandeirões subiram no setor.

Foi preciso sintonia para não errar nada. O primeiro a surgir foi uma réplica do Manto Alvinegro, da Fúria Alvinegra. Desde o confronto contra o Flamengo, em 2012, a torcida o utiliza em jogos importantes no Horto.

Logo em seguida foi a vez do bandeirão da torcida Camisa 13. Havia a dúvida se a data da estreia seria no clássico ou no primeiro jogo da Libertadores em casa. Os integrantes decidiram por utilizá-lo no clássico, em conjunto com as outras torcidas.

Outro estreante foi o bandeirão do Movimento 105 Minutos, fechando a série de surpresas no portão 3. Os integrantes contaram com a ajuda de outros Atleticanos próximos aos instrumentos para soltar a voz durante todo o jogo.

O show nas arquibancadas continua na Libertadores.

Fael Lima

ABRAÇO, MASSA!

Twitter | Facebook

Youtube | Google +

ÚLTIMOS DIAS DE VOTAÇÃO! Peço a força dos amigos para que o Cam1sa Do2e conquiste o segundo título do TopBlog. O lugar de votar é no topo da página. É possível votar uma vez por Facebook e um voto por cada endereço de e-mail. Quem votar por e-mail é só confirmar na caixa de entradas (ou spam).

CLIQUE AQUI PARA VOTAR

AS DIFICULDADES DE UM CADEIRANTE NO INDEPENDÊNCIA

Não é raro encontrar mutirões para ajudar Atleticanos cadeirantes no Independência. O local destinado para as cadeiras de roda é próximo aos bares, em um ponto onde é difícil assistir a qualquer lance, mesmo de pé.

O Cam1sa Do2e registrou a descida de um Atleticano pelas escadas com a ajuda de amigos. Além dos degraus, barras de ferro e o isolamento de cordas dificultam a locomoção até um ponto da arquibancada onde é possível assistir ao jogo.

A BWA informa que a Arena Independência foi entregue com os pontos citados para cadeirantes e que após o Ministério Público acionar a empresa, os cadeirantes foram removidos para o setor VIP, para que eles possam assistir aos jogos sem dificuldades.

Fael Lima

ABRAÇO, MASSA!

Twitter | Facebook

Youtube | Google +

ÚLTIMOS DIAS DE VOTAÇÃO! Peço a força dos amigos para que o Cam1sa Do2e conquiste o segundo título do TopBlog. O lugar de votar é no topo da página. É possível votar uma vez por Facebook e um voto por cada endereço de e-mail. Quem votar por e-mail é só confirmar na caixa de entradas (ou spam).

CLIQUE AQUI PARA VOTAR

PRIMEIRO CAMPEONATO DE TRUCO DA GALOUCURA

 PRIMEIRO CAMPEONATO DE TRUCO DA GALOUCURA

Foto: Moacir Gaspar (Blog Somos Galoucura)

Acontece nesse sábado (15), véspera de clássico, o primeiro campeonato de truco da TOG. O Atleticano pode se inscrever das 9h às 18h na Sede principal, na rua Itamaracá, 326, ou na filial do Centro e loja do Oiapoque.

Após pagar R$30 pela inscrição, será entregue o regulamento da competição que irá premiar os vencedores com duas jaquetas e dois bonés (campeão), duas camisas e dois bonés (vice) e dois bonés, duas canecas e dois cordões (terceiro colocado).

Além do torneio, que começa às 13h, haverá ensaio da bateria, samba de roda e muita cerveja gelada. A torcida convida a todos para o aquecimento pré-clássico.

Fael Lima

ABRAÇO, MASSA!

Twitter | Facebook

Youtube | Google +

VIROU ZONA

autuori saindo centim vicentim VIROU ZONA

Foto: Centim Vicentim

Ninguém tem coragem de falar que pagou para assistir ao jogo entre Atlético e Tombense. O marido chegou em casa e quando a mulher questionou por onde ele andava até tão tarde, ele disse que estava na zona. Vai descrever noventa minutos de pura sacanagem na única zona onde ninguém cruza.

Ele prefere correr o risco, dormir no sofá, tomar uns tapas, que assumir os sessenta reais que pagou pelo ingresso. Não é mentira dizer que rolou sacanagem das grandes. A esposa terá o momento de fúria momentâneo, mas não deixará com que o homem saia de casa, pois PLANEJOU uma vida inteira. Se tomasse essa dura decisão, ela jamais pediria dica de novo marido para a vizinha por não ter bons nomes no mercado.

Hoje é dia do Atleticano recorrer aos antidepressivos que estavam guardados desde 2011. Claro que tivemos momentos ruins nesse intervalo, mas sempre com a esperança que em poucos dias tudo iria mudar, pelo time forte, firmeza nas palavras da diretoria e o conhecimento que Cuca tinha dos jogadores. Se o medicamento estiver vencido, vá ao médico e peça para dobrar a receita, pois a entrevista de Alexandre Kalil após a partida é desesperadora.

Voltei no tempo e revivi os dias de campeonato em Pingo D’água, cidade minúscula do interior de Minas, quando o Juping perdia e a gente indicava o sobrinho do açougueiro para o meio de campo.

Haja calmante! Aliás, por falar nos fármacos, a mansidão do Autuori passa a impressão que ele dobrou a receita. Técnico sem vibração na lateral do campo e um olhar vago, ou muda a postura ou muda de casa. O velho de guerra, Roberto Abras, da Itatiaia, com 430 anos de profissão, nunca ouviu tanto “dixcoordo de voicê” em uma só entrevista.

Difícil falar sobre treinador que não conheço, mas pelo jeito nem quem o contratou conhece. Sábado tem jogo e a Massa espera que os tempos de zona tenham ficado para trás.

Fael Lima

ABRAÇO NAÇÃO!

Twitter | Facebook

Youtube 1 | Google +