ESCALAMOS O HORTO

Foto: Centim Vicentim
Foto: Centim Vicentim

O primeiro gol do Atlético veio antes da bola rolar. Após a tradicional entrada do Galo Doido em campo, todos os “mascotinhos” se reuniram em frente à Galoucura e proporcionaram uma cena de arrepiar. Assim como a paixão, essa loucura vem de berço e não há gol que pague a imagem das dezenas de crianças confirmando mais uma vez que esse escudo é imortal.

Parabéns aos responsáveis que autorizaram a quebra do protocolo, parabéns aos funcionários do Atlético por abrir a porta para os pais e as crianças, a Tia Terezinha por organizar os mascotes há tantos anos e o Galo Doido, mais uma criança e Atleticano apaixonado. Uma figuraça!

Em campo, foi difícil para o treinador driblar todos os quinze desfalques da equipe. Sem saber se poderia contar com Guilherme os noventa minutos, Levir optou por começar a partida com três volantes e o time teve dificuldade para ligar a bola da defesa ao ataque.

A defesa esteve segura mais uma vez e Victor chega a cinco partidas consecutivas sem sofrer gols. Leo Silva mostra porque deve ficar para 2015, é um paredão e, apesar dos 35 anos, parecia um menino correndo no fim do jogo. A volta de Marcos Rocha também passa segurança e dá mais qualidade na saída de bola. É questão de tempo o dono da camisa 2 estar vestindo a amarelinha no time de Dunga.

O confronto contra o Corinthians vale G4 e fica a certeza de que teremos que enfrentar casa cheia, desfalques e a arbitragem, que fez de tudo para estragar a festa contra o Palmeiras e o Botafogo.

Continuaremos como mineirinhos, comendo pelas beiradas, chegando devagar até garantir nossa vaga na Libertadores de 2015. Além da sequência de bons resultados no Brasileiro e Copa do Brasil, é fundamental que o Atlético não fique de fora da competição continental no próximo ano.

Pra cima deles!

Fael Lima

ABRAÇO, MASSA!

Twitter | Facebook

Youtube | Google +

Leia Mais