DESDE 1908, O TIME DO POVO

13 DESDE 1908, O TIME DO POVO

Foto: Centim Vicentim

Quando o Galo passou por um período sem títulos, os rivais diziam que o hábito de lotar estádio em jogos da base, comemorar aniversário do clube, entre outras atitudes da Massa, era simplesmente o reflexo da ausência de taças.

Vieram os títulos e nada mudou. BH parou no dia 25 de março com carreata e trio elétrico e o povo Alvinegro cantou na mesma intensidade com Ronaldinho em campo ou na final da Copa do Brasil Sub-17. Essa torcida ainda guarda uma essência diferente de tudo no futebol.

A velha cena se repetiu na final da Taça BH. Fila, cambistas, famílias inteiras subindo as ruas do Horto com bandeiras e o hino na ponta da língua. Se a camisa é listrada com preto e branco, então é Atlético, não a importa a idade de quem está com a chuteira no pé. Segunda, na escola, a criançada contará aos amigos que esteve no Independência e que um Galo Doido, muito doido, entrou em campo debaixo de muito barulho da arquibancada. Quem nunca repetiu na sala de aula a música que ouviu no jogo só para mostrar que é um “frequentador assíduo” de estádio?

Até a espera no ponto de ônibus durante a madrugada foi prazerosa para a nova geração de Atleticanos. Os mais velhos lamentando a derrota na final e as crianças perguntando quando eles voltarão ao Independência.

Que o Atlético não espere a próxima final das categorias de base para proporcionar momentos assim à torcida que esteve na arquibancada neste sábado. Precisamos de um estádio maior, do tamanho da nossa paixão, precisamos pensar no torcedor que gasta milhares de reais na empresa e naquele que apertou o orçamento da casa para comprar um pacote de alimento e garantiu o sorriso da família no sábado.

Pedimos aos dirigentes que pensem em parcerias entre o clube e escolas nos setores com baixa procura de ingressos durante a semana, preços acessíveis e ações que aproximem o Atlético e a Massa que vive por ele. Desde 1908, esse é o time do povo!

Fael Lima

ABRAÇO, MASSA!

Twitter | Facebook

Youtube | Google +

VÍDEOS DA MASSA – ATLÉTICO X AMÉRICA (TAÇA BH)

FESTA NA ENTRADA DO ATLÉTICO EM CAMPO

GOLAÇO DE CARLOS

GALOUCURA


GALO 100% DOIDO

FÚRIA ALVINEGRA

EU NA ARQUIBANCADA – ATLÉTICO X AMÉRICA (TAÇA BH)

FOTOS: CENTIM VICENTIM

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS FOTOS

EQUIPE VICE-CAMPEÃ

10644269 10152706489811565 6824310505251091980 o EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO X AMÉRICA (TAÇA BH)

RESPEITO AO ADVERSÁRIO

10659035 10152706465361565 7158909044751411675 o EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO X AMÉRICA (TAÇA BH)

PARA O ATLETICANO NÃO HÁ DIFERENÇA ENTRE A BASE E PROFISSIONAL

10536722 10152706482306565 5312522654538356395 o EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO X AMÉRICA (TAÇA BH)

DE GERAÇÕES A GERAÇÕES

10544254 10152706467851565 3441596838833088026 o EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO X AMÉRICA (TAÇA BH)

A ARQUIBANCADA DEU SHOW

10495349 10152706519851565 6614368818766320011 o EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO X AMÉRICA (TAÇA BH)

1529849 10152706426821565 6812177701240597535 o EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO X AMÉRICA (TAÇA BH)

10547079 10152706416176565 8096634004393012488 o EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO X AMÉRICA (TAÇA BH)

CORRE, BINO

10562605 10152706487261565 4100790332018666767 o EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO X AMÉRICA (TAÇA BH)

NÃO IMPORTA A IDADE, NÃO CAIA NO HORTO

15047108995 94599cb3fa z NÃO IMPORTA A IDADE, NÃO CAIA NO HORTO

Foto: Bruno Cantini

Foi a segunda tamancada no Inter durante a semana. A vitória na Taça BH foi tão sofrida quanto a do Brasileiro. Assim como a equipe de Levir Culpi, o grupo de Micale apresentou dificuldade em finalizar contra o gol adversário.

É a terceira partida seguida que a equipe de juniores finaliza pouco, mas aproveita as chances que tem. O Inter possui uma equipe forte, que deu trabalho para a defesa Atleticana com grandes talentos individuais. O goleiro Uilson jogou como zagueiro mais uma vez e assustou a torcida nas bolas em que dividiu fora da área. Micale insiste no esquema arriscado e conta com a sorte por diversas vezes durante a partida.

Por não saber o nome de todos os jogadores, a torcida apoiava ou cobrava de acordo com o número da camisa, como João Victor, que vestiu a 18, errou muito e chegou a ser vaiado quando saiu. Porém, foi o camisa 7 do Inter foi quem roubou a cena no Independência. Ao marcar o gol dos gaúchos, Alisson foi até a arquibancada, fez sinal de silêncio, virou de costas para mostrar a camisa e colocou a mão no ouvido. Não se viu a mesma empolgação após a virada Alvinegra, quando o atleta deixou o campo cabisbaixo e ouvindo músicas dedicadas a ele.

Danielzinho entrou no intervalo e deu mais velocidade ao ataque, pois Nolasco e Dodô tinham dificuldade em fazer a bola chegar até Carlos. O atacante passou a buscar a bola fora da área e em uma linda jogada pela ponta esquerda colocou o lateral Igor Fiuza na cara do gol para selar a classificação.

O Galo agora encara o Figueirense, na quinta-feira (28), às 15h, no Independência. Como o portão 3 estava lotado na vitória contra o Inter, o ideal é que o Atlético abra também o setor Galo na Veia.

Parabéns ao grupo e à torcida que apoiou e fez barulho na Taça BH. Fica a pergunta: Pur que que tem que ser tão sufridu assim até na base?

Fael Lima

ABRAÇO, MASSA!

Twitter | Facebook

Youtube 1 | Google +

GALINHO ELIMINA O BAHIA E SE CLASSIFICA NA TAÇA BH

Bvxm3TIIQAAKaBC GALINHO ELIMINA O BAHIA E SE CLASSIFICA NA TAÇA BH

Foto: Daniel Teobaldo / Soul Galo

O Atlético venceu o Bahia por 2 a 1, na tarde deste sábado (23), no Independência, e está classificado para as quartas de final da Taça BH. O zagueiro Gabriel abriu o placar para o Galo aos 6 minutos do primeiro tempo. Carlos marcou o segundo e provou mais uma vez que pretende lugar por uma vaga no ataque do time principal.

O Bahia diminuiu logo em seguida, mas o time do técnico Micale conseguiu segurar o placar e a classificação para a próxima fase. Coritiba e Internacional definem neste domingo quem será o adversário nas quartas. A partida acontece na terça-feira (26), às 16h30, no Independência.

Uilson; Emerson (Igor), Gabriel, Donato, e Leonan; Eduardo, Yago (Marcelo), Dodô e João Victor (João Pedro); Carlos e Matheus Nolasco (Daniel).

CAMPANHA ATÉ O MOMENTO

Atlético 1×0 Brasília

Atlético 5×1 Democrata-SL

Atlético 1×1 Coritiba

Atlético 2×1 Bahia

EU NA ARQUIBANCADA – GALÃO E GALINHO (PARTE 2)

FOTOS: CENTIM VICENTIM

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS FOTOS

ÍDOLO

10530501 10152689154521565 3688023855054630960 o EU NA ARQUIBANCADA   GALÃO E GALINHO (PARTE 2)

10495825 10152689154676565 1581823758473176427 o EU NA ARQUIBANCADA   GALÃO E GALINHO (PARTE 2)

10531432 10152689238196565 240325102025018453 o EU NA ARQUIBANCADA   GALÃO E GALINHO (PARTE 2)

NÃO HÁ LIMITES PARA ESSA PAIXÃO

1 EU NA ARQUIBANCADA   GALÃO E GALINHO (PARTE 2)

2 EU NA ARQUIBANCADA   GALÃO E GALINHO (PARTE 2)

FAMÍLIA ALVINEGRA

10448662 10152689232641565 8880814373777733762 o EU NA ARQUIBANCADA   GALÃO E GALINHO (PARTE 2)

11 EU NA ARQUIBANCADA   GALÃO E GALINHO (PARTE 2)