EQUIPE JUVENIL É CAMPEÃ NA ÁFRICA

BjzzSSMIIAAJ1B9 EQUIPE JUVENIL É CAMPEÃ NA ÁFRICA

Imagem: Internet

Bj5X2KSIUAAGyuy 168x300 EQUIPE JUVENIL É CAMPEÃ NA ÁFRICA

Foto: Site do Atlético

Com cinco jogos e cinco vitórias, oito gols marcados e apenas dois sofridos, a equipe juvenil do Atlético comemorou o pentacampeonato do Torneio Future Champions, na África do Sul.

O adversário da final foi o Tijuana, velho conhecido dos Atleticanos, e a taça veio após um placar de 7 a 6 na decisão por pênaltis. Emoção garantida quando temos mexicanos e penalidades na mesma partida.

Essa é a terceira taça da competição conquista em solo africano. As outras duas vieram contra o Cruzeiro, freguês também no sub-17.

Os atletas retornam para Belo Horizonte neste domingo (30).

A BASE VAI BEM, OBRIGADO

Carlos Copa SP 2014 foto Ale Vianna A BASE VAI BEM, OBRIGADO

Foto: Ale Vianna/Brazil Photo Press/Folhapress

Foi uma semana movimentada na Cidade do Galo. Enquanto o time principal ia se apresentando aos poucos, as categorias de base do clube estão a todo vapor fora de Minas Gerais.

Para evitar uma crise de abstinência de jogos do Atlético, a Copa São Paulo de Juniores mostrou talentos como Carlos, Marquinhos, Eduardo, entre outras peças que merecem atenção especial. Se lapidadas corretamente, serão joias para brilhar no time principal em breve. A crônica esportiva do país foi surpreendida por um time entrosado e que repete o esquema tático que Cuca utilizou enquanto esteve por aqui.

O segundo tempo do jogo contra o Santos não pode apagar o que essa rapaziada fez na Copinha. Resta torcer para que subam na hora correta, tenham peito para encarar o peso da camisa e não achem que as câmeras o transformarão em Pelés. A transição mais difícil para um jogador nessa idade é não se preocupar mais com o cabelo do que com o futebol.

juvenil 2013 copa promissão 300x198 A BASE VAI BEM, OBRIGADO

Time Juvenil na Copa Promissão

O time juvenil está nas semifinais da Copa Promissão, também no interior de São Paulo, e sexta enfrenta o forte time do Grêmio. Além dos títulos que disputa em 2014, esse time terá a missão de, no futuro, chegar forte na Copinha como fez a atual geração.

Freguês não tem idade. Na Copa Brasil Sub-15, um golaço de Índio deu a classificação ao Atlético no fim da prorrogação contra o Cruzeiro. Cena mais bonita que o totozinho por cima do goleiro foi a molecada cantando o hino no círculo central após a partida. Sexta tem a semifinal contra o São Paulo, outro que está se tornando freguês.

Olho nos gols de Tardelli, milagres de Victor e canetas de Ronaldinho, mas olho também nessa turma que quer ter o nome ecoado nas arquibancadas do Horto.

Fael Lima

ABRAÇO NAÇÃO!

Twitter | Facebook

Youtube 1 | Google +

NÃO POSSO. TEM JOGO DO GALO! – EPISÓDIO 7

Eu não tive a chance de agradecer aos garotos que fundaram o Clube Atlético Mineiro no Parque Municipal. Pra falar a verdade, mesmo sendo grato, sequer sei o nome de todos. Além dos meninos de 1908, muitos outros personagens da nossa história mereciam homenagens, além de ter o nome completo na memória de cada Atleticano. Com um desses personagens, não pretendo cometer o erro de não homenagear e não memorizar o nome. Victor Leandro Bagy, nascido em 1983, em Santo Anastácio. Que ironia! O santo nasceu em uma cidade com nome de santo. Feliz foi o cidadão que decidiu o nome da cidade paulista. Como diria Renato Russo, meu filho também terá nome de santo. São Victor.

Victor também é pai, fabricou uma maternidade inteira dos gritos “Eu acredito”. Morreu o silêncio, que a torcida disse jamais ter visto igual, e nasceu a esperança de assistir a um final feliz. Houve quem preferiu não assistir, assim como eu, e não é pecado, pelo contrário, afinal de contas, acreditar naquilo que os olhos não viram é ter uma fé verdadeira. Eu não vi, mas acredito no milagre de São Victor.

Quando a próxima geração começar a ouvir sobre um título conquistado na ponta do pé de uma perna esquerda, dificilmente acreditarão que não é um golaço do camisa dez. Para a sorte dos incrédulos, o milagre de São Victor está em forma de taça na Sede de Lourdes. Um milagre que justificou os versos do hino – Lutar, lutar, lutar, mesmo que Riascos parta pra bola aos 48 do segundo tempo.

CLIQUE AQUI E ASSISTA AOS OUTROS EPISÓDIOS

CLIQUE AQUI PARA CURTIR A PÁGINA NO FACEBOOK

Fael Lima

ABRAÇO NAÇÃO!

Twitter | Facebook

Youtube 1 | Google +

1381686 548605561861810 1248254034 n NÃO POSSO. TEM JOGO DO GALO!   EPISÓDIO 7

733877 548605565195143 1937404370 n NÃO POSSO. TEM JOGO DO GALO!   EPISÓDIO 7

1376995 548631955192504 1382456513 n NÃO POSSO. TEM JOGO DO GALO!   EPISÓDIO 7

BICA ELES – R10, GALO DOIDO, JÔ, GALO NA VEIA

alegria de dinho bruno cantini BICA ELES   R10, GALO DOIDO, JÔ, GALO NA VEIA

Foto: Bruno Cantini

Homenagens para o dono da 10

Ele não estava em campo, mas isso não impediu que os Atleticanos fãs de Ronaldinho levassem cartazes e faixas para o estádio. No portão 6, setor onde fica a Galoucura, um grupo erguia a faixa que dizia “Alegria R10 – Juntos rumo a Marrocos”. Contra o Santos, a torcida Fúria Alvinegra também passou uma mensagem de apoio com a faixa “Força R10”. Após cantar o nome de todos os jogadores na escalação, a Massa fez questão de lembrar de Ronaldinho.

Galo Doido a mil por hora

Foi só o time se animar para que o mascote voltasse a ficar agitado antes dos jogos. Muitos Atleticanos aguardam o momento em que o Galo Doido entra em campo para dar boas risadas. Contra a Ponte, ele encarou os bandeiras, provocou a torcida adversária, tentou abrir o portão de acesso à arquibancada e quando o jogo começou, assistiu no meio da Galoucura. Figuraça!

Chuteira de ouro da Placar

Os leitores que cresceram com uma revista Placar na mão acompanham as disputas

jô x ponte bruno cantini 200x300 BICA ELES   R10, GALO DOIDO, JÔ, GALO NA VEIA

Foto: Bruno Cantini

pela Bola de Prata e Chuteira de Ouro como um campeonato à parte. Em 2012, o Galo faturou várias Bolas de Prata, mas Neymar ficou com a Chuteira de Ouro. Em 2013, o aproveitamento ruim do time no começo do Brasileiro reduziu as chances de levar alguma Bola de Prata, mas Jô está na vice-liderança da disputa pela Chuteira de Ouro. Somente William, da Ponte Preta, está na frente do camisa 7, mas na goleada sobre a Macaca, Jô marcou dois e William não balançou as redes. Leva essa, Jô!

GNV no clássico

Está chegando o dia do clássico contra o Cruzeiro e os sócios do setor Galo na Veia não sabem se teremos novamente o show de objetos atirados pela torcida rival. De moedas a celulares, na final do Mineiro várias pessoas foram atingidas e quando tentavam reclamar, eram ignorados pelas autoridades. É bom que o Atlético e a Polícia Militar comecem a planejar onde ficará o setor visitante. Caso os cruzeirenses permaneçam nos portões acima do Galo na Veia, que a PM esteja disposta a trabalhar dessa vez.

Fael Lima

ABRAÇO NAÇÃO!

Twitter | Facebook

Youtube 1 | Google +