EU NA ARQUIBANCADA – ATLÉTICO 0X0 CRUZEIRO

Clique aqui para curtir a página do blog no Facebook e conferir outras fotos

9 EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO 0X0 CRUZEIRO

5 EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO 0X0 CRUZEIRO

7 EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO 0X0 CRUZEIRO

11 EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO 0X0 CRUZEIRO

31 EU NA ARQUIBANCADA   ATLÉTICO 0X0 CRUZEIRO

ÚLTIMOS DIAS DE VOTAÇÃO! Peço a força dos amigos para que o Cam1sa Do2e conquiste o segundo título do TopBlog. O lugar de votar é no topo da página. É possível votar uma vez por Facebook e um voto por cada endereço de e-mail. Quem votar por e-mail é só confirmar na caixa de entradas (ou spam).

CLIQUE AQUI PARA VOTAR

VÍDEOS DA MASSA – ATLÉTICO 0X0 CRUZEIRO (PARTE 1)

O caminho do bandeirão

A Massa e o caldeirão

Pitangui em dia de clássico

Pulgão e Galo Doido

Vai pra cima deles, Galo

A razão do meu viver

ÚLTIMOS DIAS DE VOTAÇÃO! Peço a força dos amigos para que o Cam1sa Do2e conquiste o segundo título do TopBlog. O lugar de votar é no topo da página. É possível votar uma vez por Facebook e um voto por cada endereço de e-mail. Quem votar por e-mail é só confirmar na caixa de entradas (ou spam).

CLIQUE AQUI PARA VOTAR

Um time inteiro contra a vaidade azul

tardelli clássico bruno cantini Um time inteiro contra a vaidade azul

Foto: Bruno Cantini

Réver, Richarlyson, Pierre e Bernard estavam. Victor, Marcos Rocha, Gilberto Silva, Leandro Donizete, Ronaldinho, Tardelli e Jô não estavam. Falo do último jogo de 2011, o dia trágico, que nos fez trilhar outros caminhos. Réver e Richarlyson foram os mais criticados aquele dia, e hoje estiveram entre os destaques do time, comemoravam cada bola recuperada. Pierre, que não revidou uma cotovelada em 2011, peitou os nervosinhos do outro lado, foi o monstro que sempre é. Bernard ignorou a dor no ombro e não lembrou em nada aquele menino apagado, comprovou que é um dos grandes jogadores brasileiros na atualidade. Atletas que a prenderam a não gostar do rival, entenderam o poder de um clássico, fizeram valer novamente as palavras de quem jogou por lá e disse “A gente treme quando vê o Galo!”. O resto da turma chegou, pois o presidente queria montar um time para engolir os times do estado. O resultado é uma equipe que engole todos do continente.

Graças aos jogos elétricos da Libertadores, poucas vezes vi os Atleticanos tão desconcentrados em véspera de clássico. O assunto da arquibancada era a vitória no Morumbi, as quartas, um possível título, até que o juiz apitou e nós lembramos que era nosso velho freguês do outro lado. Nossa sorte é que na Cidade do Galo havia um grupo que encarou aquele jogo como final de Libertadores. A última frase da reunião pré-jogo foi “Perde a Libertadores, mas não perde esse jogo.” – Frase essa que precisa de certa interpretação para quem ouve. Não querem e não vão perder a competição, mas encararam o jogo com a mesma seriedade.

metralha frederico magno 300x200 Um time inteiro contra a vaidade azul

Foto: Frederico Magno

Após o segundo gol e quando o juiz encerrou a partida, o goleiro Fábio virou para o setor atrás do gol e fez sinal de “Espera, tem mais, tem outro…”. Foram atitudes assim que nos deixaram mais fortes, por isso devemos agradecer ao outro lado, graças a eles criamos esse gigante que o mundo aplaude, um time inteiro contra a vaidade azul.

Espera, Fábio. Semana que vem tem mais. Mais uma chance de você assistir ao Clube Atlético Mineiro. E nosso futebol encanta tanto, que nem você dá as costas para nossos jogadores, pois não quer perder nenhum lance. Valeu, Fábio. Desde aquele dia trágico, foram vocês que criaram esse monstro e por isso você é alvo de uma metralhadora quando a rede balança. Espera mesmo, pois quando “tá valendo, tá valendo”!

Fael Lima

ABRAÇO NAÇÃO!

Twitter | Facebook

Youtube 1 | Youtube 2

1 Um time inteiro contra a vaidade azul