Análise do jogo: Galo 1 x 2 Cruzeiro – Campeonato Mineiro 2017

Por:
01/04/2017 - 21:28

O Atlético foi derrotado por 2 a 1 no clássico disputado na tarde de sábado (01). A equipe rival abriu 2 a 0 e o Galo só diminuiu a desvantagem no fim de jogo, com Elias.

Falhas e expulsão complicam o primeiro tempo do Atlético

A partida teve o pior início possível para o Galo. Em seu primeiro ataque, o Cruzeiro marcou com Thiago Neves, que chutou fraco, mas Giovanni aceitou. A falha individual do goleiro atleticano foi gritante, mas antes houve o erro coletivo do sistema ofensivo, que deu todo espaço e tempo para que o ataque adversário criasse a jogada.

Após sofrer o gol, o time atleticano tentou colocar a bola no chão e impor seu modelo de jogo, buscando trocar passes com paciência para abrir espaços no campo adversário. O Cruzeiro, como é de sua característica, recuou a equipe em seu campo, adotando uma estratégia de jogo de contra-ataque.

Foto: Bruno Cantini

O Atlético chegou a ter 71% de posse de bola, dominando as ações, mas sem conseguir criar chances de grande perigo. Aos 25 minutos, Fred acertou cotovelada em Manoel e foi expulso. Logicamente, o Galo se complicou na partida e arrefeceu a pressão que exercia minutos antes da expulsão do camisa 9.

Ainda no primeiro tempo, Roger mexeu no time. Luan entrou no lugar de Cazares, que esteve apagado durante a primeira etapa e foi muito prejudicado pela inferioridade numérica do time alvinegro.

Galo consegue manter equilíbrio do jogo, mas não busca o empate

Com um a menos desde os 25 minutos do primeiro tempo, em desvantagem no placar e com mais uma etapa do jogo pela frente. O Galo voltou para a segunda etapa em situação muito desconfortável e qualquer estratégia que fosse escolhida apresentaria mais riscos do que vantagens.

Diante da cautela cruzeirense, que mesmo com um a mais optou por esperar em seu campo, o Atlético tentou controlar a partida em busca do empate. Mas o time rival se manteve bem posicionado, anulando as principais armas alvinegras. Otero e Luan estiveram pouco inspirados e Robinho foi o mais prejudicado pelo contexto do jogo, ficando isolado entre os dois zagueiros do Cruzeiro.

Foto: Bruno Cantini

Aos 13 minutos, a zaga alvinegra falhou novamente. Rafael Sóbis desviou cobrança lateral, a bola sobrou para Thiago Neves que tocou para Arrascaeta marcar o segundo.

O panorama do jogo só melhorou para o Atlético após a entrada de Rafael Moura, que substituiu Robinho. Com melhor presença física entre os zagueiros do Cruzeiro, a equipe alvinegra conseguiu manter um pouco mais a bola no ataque. Mas o gol mesmo só saiu aos 42 minutos, quando Rafael Moura superou a defesa cruzeirense na raça e Elias completou para o gol.

Depois de diminuir a desvantagem, o Galo partiu para o abafa nos minutos finais, encurralando o time rival. Nos acréscimos, o Atlético chegou a marcar o segundo gol com Rafael Moura, mas o atacante estava em posição de impedimento e o auxiliar anulou a jogada corretamente.

Foto: Bruno Cantini / Galo

Após a derrota na 10ª rodada do Campeonato Mineiro, a equipe atleticana perdeu os 100% de aproveitamento no estadual, mas segue na liderança e assim permanecerá até o fim da primeira fase, que será fechada em partida contra a Caldense no próximo domingo (09).

Melhores momentos

Ficha técnica

CRUZEIRO 2 X 1 ATLÉTICO

Motivo: 10ª rodada da fase de classificação do Campeonato Mineiro
Estádio: Mineirão, Belo Horizonte
Data: 1 de abril de 2016
Arbitragem: Igor Junio Benevenutto (Asp. Fifa);  Felipe Alan Costa Oliveira e Ricardo Junio de Souza (Assistentes)
ATLÉTICO: Giovanni; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias eCazares (Luan); Otero (Marlone), Robinho (Rafael Moura) e Fred. Técnico: Roger Machado.
Gols: Elias, 42' do 2ºT
Cartões: Marcos Rocha, Elias, Rafael Moura (amarelo); Fred (vermelho)

-

Foto de capa: Bruno Cantini / Galo