Atlético-GO 1 x 2 Galo: o time da virada

Por:
17/07/2017 - 17:27

Após perder em casa para o Santos, o Galo foi à Goiânia enfrentar o Atlético-GO. Jogando no Estádio Olímpico, os donos da casa se aproveitaram de um primeiro tempo abaixo da crítica do alvinegro e saíram na frente. Na segunda etapa, o Galo melhorou, fez dois gols e conseguiu virar a partida. Com a vitória, o Atlético pulou para o 10° lugar, com 20 pontos ganhos. Se o Botafogo não perder para o Sport nesta noite, o Galo cairá uma posição.

Adílson e Alex Silva voltaram ao time titular, substituindo Yago e Marcos Rocha, poupado. Marlone também começou jogando, deixando Robinho no banco pela terceira partida seguida, algo que nunca havia acontecido desde a chegada do camisa 7 ao Atlético.

Doriva, técnico do Atlético-GO, sabe da importância de Rafael Carioca, o iniciador das jogadas ofensivas alvinegras.

Em busca de alternativas, Roger Machado alterou o esquema tático de sua equipe, optando por um surpreendente 4-1-4-1. Rafael Carioca foi posicionado como volante de organização, atuando à frente da zaga. Adílson e Elias foram os “interiores”, com Cazares e Marlone abertos, tentando construir o jogo a partir dos lados. Apesar de válida, a tentativa do técnico atleticano não obteve sucesso. Com Carioca encaixotado entre os meias do Atlético-GO, a tarefa de iniciar as jogadas acabava sempre nos pés de Leonan e Alex Silva. Atuando como “interior”, Adílson esteve deslocado e não conseguiu dar sequência aos lances de ataque. Sem conseguir criar, o Atlético passou todo o primeiro tempo assistindo ao xará goianiense. O Dragão terminou a primeira etapa vencendo por 1-0, em gol marcado por Igor, aos 26’.

Para o segundo tempo, Roger Machado voltou com Matheus Mancini no lugar do amarelado Bremer. Além da troca na defesa, o treinador sacou Marlone em prol de Robinho, que entrou bem e ajudou o time a virar o placar. De volta ao tradicional 4-2-3-1, o Galo foi mais equilibrado e conseguiu agredir o Atlético-GO. Aos 12’, Fred aproveitou falta cobrada por Cazares para empatar a partida, de cabeça. Em outra cabeçada certeira, Elias, aos 24’, deu números finais ao confronto. O gol da virada saiu após cruzamento de Alex Silva.

Depois de passar à frente no marcador, o Atlético optou por se resguardar mais, arriscando avanços apenas em contragolpes. No fim, Cazares deu lugar ao estreante Gustavo Blanco. Vindo do América, o jovem volante entrou com a missão de reter a bola. O Dragão até tentou, mas não conseguiu empatar a partida. Agora, o Galo volta à BH, onde enfrenta, em sequência, Bahia e Vasco.  Se conseguir seis pontos no Horto, o Atlético certamente ganhará confiança na luta por uma vaga no G-6.

Por: @ghpeixoto 

-

Fotos: Bruno Cantini / Atlético