CABEÇA BAIXA? QUE NADA!

Por:
17/05/2015 - 23:20

Foto: Bruno Haddad - Fluminense

Foto: Bruno Haddad - Fluminense

Após a recepção calorosa da Massa no Aeroporto de Brasília, provando que a torcida está ao lado do time, o Galo foi até a capital do país enfrentar o Fluminense, onde cumpriu perda de mando de campo e passou um rolo compressor por cima da cariocada.

Logo aos 6 minutos de jogo, após a pressão na saída de bola do Flu, Luan cobrou  escanteio, Jemerson brigou no alto e desviou para abrir o placar.

O Galo continuava mandando na partida quando Lucas Pratto meteu um “balaço” na trave após o pivô feito por Thiago Ribeiro. Dátolo botou a bola na junção das traves após lindo passe de Pratto, e quase aumentou a vantagem.

SÓ DAVA GALO!

Aos 36 minutos Luan foi astuto e cobrou uma falta rápido para Patric pegar a defesa tricolor desprevenida e colocar na área para Jemerson, no melhor estilo Dadá Maravilha “queixo no ombro”, fazer o segundo dele e o segundo do Galo. Partidaça do zagueiro prata da casa!

O primeiro tempo acabou com vantagem no placar e na bola.

No segundo tempo, o técnico Ricardo Drubscky do Fluminense sacou Pierre, Gerson e veio mais ofensivo com Magno Alves (sim! O Magnata) e Wagner... SACOLA!

Com mais espaço no meio campo o Galo continuou com mais volume de jogo, e logo aos 7 minutos, após belíssima jogada de Luan e Patric, o Urso Lucas Pratto brigou com a defesa fazendo o pivô e a bola sobrou pra Dátolo descontar toda a raiva da semana na “pelota” e fazer o 3º do Galo. A REDENÇÃO DO ARGENTINO!

Com poucas oportunidades de gol, o Fluminense cada vez mais se rendia à posse de bola Atleticana. Aos 37 minutos o Santo cobrou tiro de meta, o Urso deu uma casquinha de cabeça e deixou Carlos livre pela esquerda. Carlos levantou a cabeça e viu Luan entrar livre no meio da área. Quarto gol, alma lavada!

No final do jogo o juizão ainda achou um pênalti para o Fluminense, que Fred  fez de honra.

Sacola fechada, goleada Alvinegra.

Esse é o espírito, o caminho que a gente tem que seguir no Brasileiro para poder brigar pelo título. Jogamos com dinâmica, bastante velocidade, marcando jogadores, e fomos felizes nas jogadas de contra-ataque” – Comentou o Santo Victor aos microfones da rede Globo.

PEDRO SOUZA

Facebook | Twitter