NÓS SOMOS

Por:
25/03/2015 - 04:15

Foto: Bruno Cantini / Flickr do Atlético

Foto: Bruno Cantini / Flickr do Atlético

Texto de Alexandre Silva

Nós somos do Clube Atlético Mineiro.

É isso que nos define. Entre todas as vitórias, as festas, as ruas tomadas, os inúmeros delírios coletivos que tivemos nos últimos tempos, nenhuma significa mais do que aquela celebração que fazemos, ano após ano nas horas que antecedem a virada para o dia 25 de março. Essa é a nossa data. Desde 1908, em 25 de março nada mais importa a não ser celebrar a nossa identidade.

Identidade esta que não está em alegrias fugazes e passageiras, marcadas por sombras de objetos de metal guardadas numa sala, hoje cheia. Identidade esta que não sabe responder o porquê de termos escolhido este lado e estas cores mediante imensas dificuldades, diferente de ondas vitoriosas que, quando passam, deixam um vazio justamente porque quem se leva por elas não possui identidade formada... Acaba “indo com as outras”. E como nós somos do Clube Atlético Mineiro, não nos deixamos influenciar pelo que é passageiro. Nós não estamos. Nós somos.

Porque nós somos do Clube Atlético Mineiro, e apenas por isso, nos damos ao luxo de ter uma comemoração anual, independente da situação que vivemos nos gramados. No dia 25 de março nos esquecemos do cabeça de bagre que usa nossa bandeira mas nos faz tanta raiva, das derrotas passadas que doeram – e que nos encheram ainda mais de orgulho e de vontade de proclamar as nossas cores  – dos momentos ruins, das “mortes na praia”, das injustiças dos ‘deuses do Futebol’ e do apito, e nos lembramos apenas de uma coisa: que nesse momentos nós também éramos do Clube Atlético Mineiro.

E então recordamos – agora às gargalhadas – daquele pé esquerdo milagroso, do ídolo mundial que levantamos, do refletor que apagou, do escorregão adversário em frente ao gol vazio, da reconquista do continente um ano depois, de um rival “classificadaço” e de viradas impossíveis, além de todos nossos ídolos históricos, antigos e recentes. Mas sabemos que nada disso supera um título que só nós temos: aquele que diz que nós somos do Clube Atlético Mineiro.

É certo que nossas memórias e nossos bens materiais estão muito bem guardados e expostos, à Rua Olegário Maciel no bairro de Lourdes, mas para nós eles não são a nossa vida. Não significam nossa identidade. Apenas servem para nos dar um motivo extra para celebrar e fazer festa. Afinal a nossa vida já é uma festa. Nós somos! Celebramos, mas não mais do que no dia 25 de março. Essa data é única. Nada do que está ali guardado e será para sempre lembrado, supera o fato de que nós somos do Clube Atlético Mineiro.

Caros. Nesse dia 25 de março não importa nada. Afinal mesmo que nada mais existisse, ainda que não sobrasse história pra contar ou troféu a levantar, no dia 25 de março nós estaríamos lá. Por uma única e simples razão...

...a de que nós somos do Clube Atlético Mineiro!

Foto: Bruno Cantini / Flickr do Atlético

Foto: Bruno Cantini / Flickr do Atlético